A arte de jogar futebol: o que faz o torcedor se emocionar?

Compartilhe!

Photo by Zac Frith from Pexels

 Numa partida de futebol existem momentos muito emocionantes que mexem com o coração da gente e provocam inúmeros sentimentos, nem sempre o gol é o ponto alto da partida.

 Falando por mim, tem vezes que um chapéu ou uma jogada que arrepia a espinha, empolgam bem mais do que quando meu time marca um gol.

 Muitos desses lances são característicos do futebol-arte, aquele jogo bonito, que se assemelha a uma exposição artística por encher os olhos e fazer o coração pulsar. São particularidades dessa forma de jogo a criatividade e serem esteticamente agradáveis.

 O futebol-arte está espalhado pelo mundo, mas alguns atribuem a sua criação ao Brasil. Foi aqui que o rígido jeito de jogar britânico foi amenizado e adoçado com ginga, finta, passe em curva e um jeito sutil e delicado de bater na bola.

 Grandes exemplos de times que encantavam com a bola nos pés era o Santos de Pelé, o Real Madrid de Di Stéfano, as seleções da Hungria de 1954, a Holanda de 1974 e o Brasil de 1958 e 1970. Numa história mais recente, o Santos de Neymar e o Barcelona de Messi cativaram com jogadas, lances e pedaladas.

 Muitas vitórias desses times eram atribuídas ao seu estilo de jogar, no entanto, nem sempre ele funciona. Esse fator levou que algumas pessoas acreditassem que essa maneira não era tão certeira, que o certo é jogar por resultado, visando o gol, um futebol mais técnico.

 Em 1982, a seleção brasileira contava com uma equipe dos sonhos, Sócrates, Falcão, Zico e cia e acabou derrotada pela seleção italiana. Essa derrota serviu de argumento para quem desacreditava do futebol-arte que apontaram o seu declínio.

 Acredito que uma junção das duas modalidades também possa funcionar, o futebol técnico com o futebol-arte. Busca-se o resultado mas não deixe a luz de algum atleta ou do coletivo brilhar.

 Porém não existe uma fórmula mágica para vencer o jogo. Ganha quem jogar melhor, quem tiver um pouco mais de sorte, quem tiver mais inspirado. São muitos os fatores que influenciam e garantem a vitória, como a qualidade técnica, empenho, o psicológico, o jogo coletivo alinhado com o individual.

 Eu só espero que continuem surgindo atletas que se destaquem, que sejam ofensivos e ousados para continuar fazendo um espetáculo em campo, indo atrás do gol também, mas garantindo a alegria da torcida e tentando manter viva a chama de um futebol bonito, cheio de ginga e de marra.

Deixe uma resposta