Copa do Mundo: todas as emoções e o que rolou no mundial

Compartilhe!
  • 3
    Shares

O que fica da Copa do Mundo 2018? Essa é a pergunta que tem passado pela minha cabeça desde ontem quando o árbitro apitou o final do último jogo do mundial. O resultado não foi o que eu esperava, como boa brasileira eu estava confiante no hexa, mas foi um resultado que, afinal de contas, me deixou feliz. Desde que tomei consciência da multiculturalidade francesa decidi que minha torcida seria para eles.

Mas vamos ao que rolou na final e o que marcou a Rússia no último mês.

Primeira fase

Só uma palavra define o que foi a primeira fase: SURPRESAS. Tivemos seleções favoritas perdendo, tivemos goleadas, craques se saindo mal, sustos, a estreia do VAR e você pode acompanhar tudo o que rolou nos nossos posts resumindo a Copa do Mundo.

Oitavas e Quartas de final

Abrindo as oitavas a Argentina foi eliminada pela França, que se tornaria a atual campeã, e teve uma curta passagem pelo mundial. Outra seleção que foi embora cedo, foi Portugal que perdeu para o Uruguai.  Nos pênaltis, mais uma seleção favorita foi embora, os anfitriões venceram a Espanha e seguiram firmes na competição. A Croácia, atual vice-campeã, eliminou a Dinamarca. O Brasil passou pelo México em um jogo duro e pegou a Bélgica nas quartas após os belgas derrotarem o Japão em um jogo eletrizante. As duas últimas equipes a garantirem suas vagas foram a Suécia e Inglaterra.  Nas quartas de final só deu Europa. O Brasil e o Uruguai, únicas seleções latinas que ainda se mantinham vivas na competição, foram eliminadas. A Inglaterra passou pela Suécia e a Croácia, nos pênaltis, eliminou os donos da casa.

Semifinal

A França derrotou a Bélgica por 1×0 em um jogo morno. O zagueiro Umtiti marcou aos 5min do 2T. Após isso, os franceses administraram a vantagem e seguraram o resultado. A outra partida da semifinal foi eletrizante, no tempo normal Croácia e Inglaterra empataram por 1×1, com isso, os croatas disputaram a sua terceira prorrogação nessa Copa. No 2T da prorrogação, Mandzukic fez o gol do desempate e fez história ao levar sua seleção para a final pela primeira vez.

Final

A França jogou muito melhor, estava mais preparada fisicamente e já na primeira etapa garantiu os 2×1. No segundo tempo, Pogba e Mbappé fizeram mais dois gols. Quando o jogo já parecia ganho, Lloris falhou e Mandzukic marcou mais um. Parecia que daria tempo para um reação croata, mas o cansaço não permitiu que eles conseguissem virar o jogo.

O jovem Mbappé atingiu uma marca que só o rei Pelé tinha, é o 2º jogador com menos de 20 anos a marcar em uma final de Copa do Mundo. Além desse “título”, ele ainda foi consagrado com o troféu revelação. Mais um francês atingiu a marca de um brasileiro, Didier Deschamps, como Zagalo, ganhou dois títulos, um como jogador, em 1998, e outro como técnico.

Modric não voltou para casa com a taça, mas foi eleito o melhor jogador e manteve uma tradição que começou em 1998, em que o título de melhor jogador vai para a seleção que não foi campeão.  O atleta de 32 anos liderou a Croácia à melhor campanha de sua história.

Festa

Os franceses, com razão, garantiram a maior festa, era alegria que não acabava mais. Pogba quebrou o protocolo e permitiu que sua mãe segurasse a taça, teve chuva, teve lágrimas, o que não faltou foi emoção. A emoção foi tanta que não faltaram lágrimas dos dois lados.

É isso meus amigos, a Copa acabou, foi incrível, cheia de memes, gol bonitos, gols de sorte, lances polêmico, tudo o que um bom torneio de futebol precisa ter. E já estamos ligados na Copa do Mundo no Catar em 2022 que já vem cheia de mudanças, enquanto isso, vamos acompanhando o mundo da bola e todos os campeonatos nesse mundo a fora.

Deixe uma resposta