Compartilhe!
  • 16
    Shares

Mapas e cartografia no universo do rpg

Se você já tem algum contato com algum tipo de role playing você já sabe a importância que a imaginação de cada um tem no desenvolvimento de uma história. Muito da experiência de imagem do jogo fica no plano das ideias, mas nada impede que você dê uma forcinha para a inspiração utilizando elementos visuais.

E especialmente se você está partindo para a criação de mundos originais, apresentar aos jogadores os mapas dos cenários que você criou pode dar um up na interpretação.

Nível épico - Terrenos artesanais da Dwarven Forge

E podem ficar tranquilos. Criar mapas não precisa ser nenhuma hidra de sete cabeças. Tudo que você precisa para começar é a sua ideia, papel e lápis, e nós aqui vamos dar umas dicas para você dar os primeiros passos.

1. Mapas também são storytelling

Um mapa não precisa ser só um guia geográfico. Ele pode fazer parte da sua história, apresentando uma visão particular daquele cenário segundo o contexto. Quem sabe ele foi desenhado por algum personagem da história e contém anotações enigmáticas; ou mostra o terreno com elementos diferentes dos mapas oficiais daquela região, com cidades submersas, bolsões de magia ou uma misteriosa relíquia perdida na região de uma antiga batalha. 

É interessante pensar em como os jogadores poderão interagir com as informações mostradas ali. Você pode incluir dicas sobre o arco narrativo que pretende seguir que não precisam ser óbvias, mas claras. É importante que o jogador perceba o mapa como uma ferramenta útil na sua jornada, e como um extra você pode adicionar pequenos detalhes que despertem curiosidade e criem diversidade na campanha.

2. Inspire-se na geografia do mundo real

Nosso mundo também é cheio de coisas incríveis e esquisitas. Pesquise um pouco sobre o tipo de terreno que você quer usar e busque elementos do que existe no mundo real para criar. Há muitos mapas interessantes de como era o mundo (ou como acreditavam que fosse) em tempos passados, condições geológicas bizarras e vestígios de povos antigos que só podem ser vistos do alto ou debaixo da água. 

Mapa da Groenlândia por Mercator - mapas
O norte da Groenlândia segundo Mercator - 1569

3. Feito é melhor do que perfeito

Você não precisa saber desenhar pra criar um mapa. Comece com o básico. A tentação de criar mapas maravilhosos cheios de elementos e texturas é grande, mas de início tentar fazer algo muito complexo só vai te trazer frustração. Faça algo que você consiga terminar para a sessão da semana que vem. 

Para começar você precisa de uma folha de papel A4, lápis ou lapiseira, borracha e uma caneta preta para criar contrastes. Coloque as formas gerais do mapa em linhas leves, determine a localização de cidades, florestas, montanhas, lagos e tudo o mais que for aparecer ali. Use formas simples para simbolizar determinadas coisas. Uma cidade pode ser um conjunto de 2, 3 ou 5 casas simples, dependendo do seu tamanho. Uma cidade murada pode mostrar algo que simbolize um muro e uma torre de vigia.

Detalhes de mapas de Arantar
Detalhes do mapa de Arantar, criado para uma das nossas mesas (clique para aumentar)

Lembre-se que o mais importante aqui é a diversão de todos. Crie o mapa do seu jeito e não se estresse muito com detalhes. A maestria vem com a prática, e quanto mais mapas você fizer melhores eles ficarão  😉 

Mapa de Arantar, o Império de Ferro - mapas
Arantar, o Império de Ferro - Criação de Luis Fernando Moreira; Arte de Andy Ferrari

Quer saber mais sobre criação de mapas? Logo mais iremos publicar tutoriais completos, além de lançar pacotes de suplemento com cenário e fichas pra você poder usar na sua mesa. Acompanhe mais de perto as notícias se cadastrando na nossa lista de emails através desse link:

Esse post foi escrito pela Andy. Andy passa muito tempo como personagens divinos com histórias complicadas e crises de identidade. Gosta de design de personagens e se interessa muito mais pelos backgrounds do que pelas batalhas. É a ilustradora por trás do trabalho gráfico que irá acompanhar esta coluna.

 

Deixe uma resposta